Welcome, Guest | Login

Nosso compromisso com as práticas justas de cobrança de dívidas cria condições ideiais para a preservação do seu bom nome, a integridade do seu devedor, e a saúde das suas finanças.

Money knows no borders,Neither do we.

TCM – Comprometida com as Práticas Justas de Cobrança de Dívidas

p-icon Nosso comprometimento com as práticas justas de cobrança de dívidas é intransigente. Isso significa que tudo que nós fazemos é baseado no mais alto grau de integridade e comportamento ético. Não é surpresa, portanto, que nossas práticas de cobrança tenham obtido a reputação de padronização e normatização para a indústria global de cobrança de dívidas.

Nosso comprometimento com as práticas justas de cobrança de dívidas não se reflete apenas no profissionalismo da nossa cobrança, na comunicação e nos processos de remessa de recursos. Ele também é evidenciado pela adesão rígida de nossos acionistas aos códigos do Grupo TCM (por exemplo, o Código de Conformidade) e na filiação a associações nacionais de cobrança de dívidas e associações de advogados nos respectivos países. Em outras palavras, nossos parceiros podem se tornar acionistas e continuar com esse status se provarem, de maneira consistente, que se comportam de acordo com a letra da lei federal, nacional e internacional e das convenções que regem as práticas justas de cobrança de dívidas nos negócios domésticos e internacionais.

Práticas Justas de Cobrança de Dívidas – Os Benefícios para Você

Que você e sua empresa se beneficiam das nossas práticas justas de cobrança de dívidas é algo claro. Como seus procuradores, nós conhecemos o valor tangível e intangível de um bom nome nas relações empresariais, tanto na aquisição de novos clientes como na manutenção das relações saudáveis com os clientes já existentes. Uma vez que nossos serviços estão em conformidade com os mais rigorosos níveis éticos existentes, você pode ficar tranquilo que seu bom nome – o futuro da sua empresa – está em boas mãos.

Além disso, ‘as práticas justas de cobrança de dívidas’ não significam apenas práticas éticas de cobrança mas também práticas ‘amáveis’ e ‘ suaves’ de cobrança. Nossa história de 25 anos de sucesso está baseada exatamente nessa abordagem ‘suave’ para recuperar o dinheiro devido. Os credores comerciais sabem que 90% do tempo os devedores querem pagar suas dívidas, mas não conseguem fazê-lo de modo oportuno. Nossos métodos de cobrança aproveitam essa disposição do seu devedor de pagar sua dívida, ao mesmo tempo que mantêm o seu bom nome, a integridade do seu devedor e, por consequência, a saúde das relações da sua empresa e suas finanças. Nós faremos tudo nos limites da força da lei – doméstica, federal e internacional – para assegurar que o seu dinheiro volte para você.

Código de Conformidade do Grupo TCM
I Preâmbulo

Como sócios do Grupo TCM nós assumimos responsabilidades para com os colegas Sócios do Grupo, nossa indústria, nossos clientes, consumidores, empresas, e o público em geral. Ao fazer isso, nós nos empenhamos para:

  1. Manter constantemente os mais altos padrões de conduta empresarial por meio do uso de métodos legais e éticos em todas as nossas operações e atividades de cobrança.
  2. Promover e incentivar ativamente o mais alto nível de integridade dentro da indústria e desencorajar qualquer atividade que possa comprometer tal integridade.
  3. Cooperar com os outros Sócios do Grupo de todas as maneiras razoáveis e adequadas, e trabalhar com eles para promover o avanço da indústria de crédito e cobrança.
  4. Ser justo e respeitoso para com qualquer pessoa ou empresa com a qual lidamos durante as operações, incluindo funcionários, associados, clientes, o público em geral e os empregadores em todas as relações comerciais ou profissionais.
  5. Manter a honestidade e a integridade na publicidade e em todas as representações ao público em geral e aos membros da indústria com relação aos produtos e serviços da indústria de cobrança.
  6. Desenvolver e utilizar os mais altos padrões e práticas no processamento e condução das disputas entre consumidor , empresa, cliente, e concorrente, seguindo o Código de Operações e Conformidade do Grupo TCM.
  7. Respeitar todas as leis aplicáveis, regulações e regras relativas ao processamento e à condução de contas a receber.
  8. Apoiar a visão do Grupo TCM e concordar em obedecer seu Código de Operações e Conformidade, e os documentos regentes do Grupo TCM Internacional.
II Condições para a Participação

Para se qualificar para a participação e manter-se como sócio do Grupo TCM, o solicitante deve:

  1. Obedecer o Código de Operações e Conformidade do Grupo TCM, e o Acordo de Participação (aqui referido coletivamente como as‘ Regras’).
  2. Fornecer informações referentes à natureza da empresa do solicitante ou Sócio, informações internas sobre os procedimentos e políticas da empresa, bem como sobre o gerenciamento de pessoal.
  3. Não ter sido condenado por crime ou responsável por ação civil por atividades ou omissões relativas a práticas ou procedimentos da indústria de crédito e cobrança, nos últimos dez anos. Isso pode incluir, mas não está limitado a, crimes relativos a fraude, falsificação, desvios, sonegação de impostos, falsidade ideológica, uso impróprio de fundos, contas fiduciárias de clientes, ou outros furtos e estelionatos.
  4. Obedecer os esforços de auto-regulação do Grupo TCM, seus programas de resolução de reclamações formais e informais relativas a disputas inter- e extra-Grupo, e as Regras do Grupo.
  5. Identificar a pessoa de contato designada tendo responsabilidade suficiente dentro da organização para lidar com reclamações para o Grupo, segundo as Regras do Grupo TCM.
  6. Responder prontamente às reclamações encaminhadas ao Grupo a partir de qualquer outro programa oficial de resolução de reclamações adotado pelo Grupo TCM, e fazer esforços de boa fé para solucionar reclamações, segundo as Regras e práticas de bons negócios amplamente aceitas.
  7. Cumprir todas as obrigações financeiras, incluindo e não estando restrito a, obrigações financeiras para com o Grupo.
III Conduta Geral

Cada Sócio deve agir de maneira responsável e com integridade na conduta cotidiana da sua empresa. Cada Sócio deve:

  1. Conduzir sua empresa de maneira legal, obedecer toda a legislação, regulações, e decisões judiciais relevantes, e negociar de modo responsável e justo.
  2. Conduzir sua empresa sob um nome, título ou estilo que não confunda ou induza ao engano seus clientes, credores, devedores, membros do público em geral, ou que não implique qualquer associação com organização ou pessoas com as quais não mantenha ou que não exista.
  3. Obedecer o Código de Conformidade e seguir quaisquer notas de orientação do Grupo TCM.
  4. Obedecer toda legislação, regras e regulações aplicáveis nas cobranças de dívidas. E especialmente obedecer a legislação local de proteção ao consumidor e aos seus dados.
  5. Seguir, quando apropriado, quaisquer solicitações feitas aos Sócios pelo Grupo TCM ou autoridades de execução.
  6. Fornecer treinamento adequado para seus funcionários, trazendo à sua atenção os princípios deste Código de Conformidade, e exigindo que eles atuem de acordo com ele ao realizar suas obrigações.
  7. Usar linguagem clara em todas as susas comunicações.
  8. Exibir o endereço completo da empresa, número de telefone, endereços de correio eletrônico, e outras informações de contato em todas as correspondências e formulários.
  9. Garantir que a identidade do Sócio seja claramente revelada em todos os contatos por seus funcionários ou agentes.
  10. Garantir que agentes, subcontratantes e subsidiários obedeçam às regras do Grupo.
  11. Obedecer a todas as solicitações razoáveis para informações relativas a contas e acordos feitos pelos devedores, clientes ou seus representantes designados.
  12. Manter a informação sobre o cliente estritamente sigilosa a qualquer tempo.
IV Conduta Legal

Cada Sócio deve agir segundo parâmetros da lei dentro da jurisdição aplicável. Além disso, cada Sócio deve:

  1. Se familiarizar, assim como todos os seus funcionários, com a legislação, regras e regulações pertinentes.
  2. Fornecer informações relativas a leis e diretrizes relevantes a seus clientes, credores, devedores, ou outros Sócios do Grupo TCM, conforme necessário.
  3. Garantir a aplicação de conduta rígida em observância às Regras dentro de sua empresa.
V Conduta Ética

Além da obrigação contínua de obedecer às exigências das leis, regulações e regras aplicáveis relativas às práticas da indústria de crédito e cobrança, cada Sócio tem a obrigação de:

  1. Tratar todos os consumidores e outras empresas com consideração e respeito em todos as negociações.
  2. Se comunicar com os consumidores e outras empresas com honestidade e integridade, sem nunca tentar enganar ou representar de maneira imprópria.
  3. Fornecer a verificação da dívida para a qual cada Sócio tenha recebido uma solicitação verbal ou escrita para verificação pelo consumidor ou pessoa jurídica. Até que a verificação tenha sido fornecida, as atividades de cobrança devem ficar suspensas. Caso a verificação não possa ser fornecida em resposta à solicitação por escrito do devedor, o Sócio deve :
    • a) Cessar todas as atividades de cobrança ;
    • b) Caso aplicável, solicitar ou proceder à exclusão do item do registro de crédito comercial ou do consumidor ou registrar o item como contestado às agências de crédito competentes o mais rápido possível (se aplicável);
    • c) Notificar o oficial de encaminhamento, o cedente de crédito, o cliente, ou o dono do título legal da dívida de que a atividade de cobrança da conta foi encerrada devido à impossibilidade de fornecer a verificação da dívida ; e
    • d) Caso solicitado pelo devedor por escrito, notificar o consumidor ou a empresa de que quaisquer esforços de cobrança foram encerrados pelo Sócio.
  4. Além das exigências impostas pela lei ou regulação, nos casos de alegada falsidade ideológica, fraude, ou confusão de identidade, realizar uma investigação razoável para determinar a validade da dívida, a identidade do devedor da conta, e a exatidão das informações de que o Sócio dispõe.
  5. Não ameaçar ou iniciar cobrança litigiosa em dívidas prescritas.
  6. Buscar obter acesso a informações completas e precisas sobre quaisquer contas que estão sendo adquiridas pelo Sócio e obter evidência do portfolio de títulos de dívida sendo adquiridos.
  7. Adotar um código interno de conduta.
  8. Não adotar comportamento que envolva desonestidade, fraude, falsidade ou distorção que inclua , mas não limitado a , visar obter participação no Grupo TCM, licenças, certificados de registro, credenciais ou seguros relacionados a empresas.
  9. Não importunar, ameaçar ou coagir uma pessoa segundo, incluindo mas não limitado a, sua raça, sexo, idade, crença, religião, cor, origem nacional, deficiência, orientação sexual, gênero ou estado civil, com relação à empresa do Sócio, as atividades do Grupo TCM, ou enquanto atuando na função de representante do Grupo.
  10. Não adotar conduta desonrosa, antiética ou pouco profissional de natureza ou caráter propenso a enganar, fraudar ou prejudicar um consumidor ou empresa, cliente, membro do Grupo TCM, ou o público em geral.
  11. Usar esforços razoáveis para proteger a confidencialidade, integridade e disponibilidade das informações do consumidor confiadas à posse e ao controle do Sócio.
  12. Abster-se de usar o nome ou o logotipo do Grupo TCM para vendas comerciais ou fins publicitários de maneira não expressamente autorizada pelo Grupo TCM.
  13. Abster-se de indicar conscientemente que o Sócio é filiado a ou apoiado por uma institutição ou organização quando tal associação ou apoio de fato não existe, ou que este alcançou determinada designação profissional quando essa conquista não existe.
  14. Fazer esforços razoáveis para assegurar que o Sócio, seus executivos ou funcionários obedeçam as leis, regulações e regras vigentes, e as Regras do Grupo TCM, e segundo as quais o Sócio realiza serviços de crédito e cobrança ou a aquisição de dívidas.
  15. Tomar as devidas precauções para distinguir entre as visões pessoais do Sócio e as visões do Grupo TCM, seus subsidiários e associados quando da comunicação com terceiros.
  16. Não comunicar, mostrar, ou distribuir qualquer informação confidencial ou sigilosa que o Sócio adquira ao longo da realização de suas atividades como membro do Grupo TCM, oficial, diretor, membro do comitê ou instrutor, e que possa ter impacto prejudicial sobre a empresa ou a reputação do Grupo TCM, seus afiliados, alianças ou subsidiários, ou qualquer outro membro do Grupo TCM. O Sócio também não deve usar tal informação descrita acima para promover seus interesses pessoais ou de sua empresa.
  17. Avisar qualquer Sócio do Grupo ou da indústria de que eles suspeitam ou saibam estar violando o Código de Conformidade do Grupo TCM, o Código de Operações ou Regras, da alegada violação e buscar identificar uma solução.
VI Confidencialidade

Os Sócios devem manter em absoluto sigilo qualquer informação fornecida pelos devedores ou suas entidades terceiras designadas, exceto quando o devedor autorizar a revelação ou esta for permitida ou exigida por lei.

VII Reclamações

Cada Sócio deve ter em curso processos adequados para lidar com as reclamações dos clientes e devedores.Esses devem conter os procedimentos mínimos seguintes:

  • O nível gerencial no qual as reclamações são tratadas.
  • O cronograma segundo o qual as reclamações são tratadas.
  • A solução, caso o reclamante não esteja satisfeito.
  • Os reclamantes devem ser informados de que uma das soluções possíveis é a indicação do reclamante à Associação, quando apropriado.
  1. Os Sócios devem lidar com as reclamações de maneira rápida, responsável e amistosa e no nível gerencial adequado.
  2. Os procedimentos de reclamação do Sócio devem estar disponíveis ao reclamante ou seus assessores mediante solicitação.
  3. Se uma reclamação for feita ao Grupo TCM em relação às negociações com um Sócio, o Grupo deverá lidar com a reclamação segundo os procedimentos de reclamação do Grupo TCM.
VIII Aplicação de Penalidades

Qualquer Sócio pode ser advertido, suspenso, ou expulso por justa causa devido a sua conduta, atos ou omissões contrárias às Regras. Tais atos, omissões ou conduta podem resultar na revisão do seu status de associado pelo Comitê de Reclamações do Grupo TCM. Todas as ações finais da diretoria do Grupo TCM relativas à suspensão ou à expulsão de um Sócio podem se tornar uma questão de registro público. A pedido do Sócio, um aviso de exoneração pode se tornar objeto de registro público.

Aprovado em Los Angeles em 2012